Imagens, anotações, pedaços de dia-a-dia.
Um caderno de bolso virtual
www.flickr.com
7.31.2007

Cores / formas - inaugurando o caderninho reciclado

Papel ótimo para trabalhar com hidrocor. Não aceitou muito bem o uso de borracha, o que achei ótimo, pois assim exercito mais o ato de "não apagar".

Nas próximas vamos ver como ele se comporta com tinta. Minhas aquarelas líquidas acabaram. Preciso dar um pulo em uma loja de material de pintura decente.

Cores

-----------------------------------------

E um craft link que, obviamente, colocarei em prática em breve : Make your own envelopes
(Visto aqui no excelente blog Favoritos)


# | ::email::
7.30.2007

Discordar

Discordar


# | ::email::
7.29.2007

Dos presentes

Reciclado

Caderno lindo que ganhei do Claudio Luiz. Capa de couro, papel reciclado.

Em breve descobrirei os segredos que estas páginas guardam....


# | ::email::
7.27.2007

Reservatório de Idéias - a inauguração

Reservatório de Idéias

Ontem foi a inauguração da exposição. A montagem caprichada, presença de amigos queridos, música boa, surpresas. Foi um barato! Para quem ainda não foi, ela permanece por lá até dia 26 de Agosto.

Espaço Furnas Cultural
Rua Real Grandeza, 219 - Botafogo


Mais fotos aqui.


# | ::email::

Illustration Friday - MOON

Para o Illustration Friday - MOON
(Oil on book)


# | ::email::
7.25.2007

Animação

Duas animações em aquarela de Michael Dudok de Wit. De tirar o fôlego. Reparem nas luzes, nos reflexos, nas cores, nas sombras. Tô boba!

The monk and the fish



Father and Daughter



# | ::email::
7.24.2007

Reservatório de IdéiasReservatório de Idéias

Artistas gráficos seguem os rumos de grandes gênios do passado
“Reservatório de Idéias” abre a temporada de 2007 no Espaço Furnas Cultural.


Começa no dia 27 de Julho de 2007, no Espaço Furnas Cultural, a exposição coletiva “Reservatório de Idéias”, que reúne 25 trabalhos de quatro artistas gráficos do Rio de Janeiro. O projeto foi selecionado por meio de um edital público, no qual concorreu um número recorde de quase 300 participantes de todo o país.

A mostra inédita vai proporcionar ao espectador entender o método de criação destes artistas, por meio de seus diários gráficos, ou também conhecidos como “sketchbooks”. São nestes cadernos que eles anotam, rabiscam, desenham e pintam as suas idéias, memórias, retratos e momentos que passaram em suas vidas. Cada um deles tem o seu estilo próprio e desenvolvem técnicas e traços que muitas vezes são reproduzidos em outras obras suas. Da mesma forma como Leonardo Da Vinci fazia as suas anotações em códigos em seus cadernos e Picasso e Jean-Baptiste Debret desenhavam estudos em seus inseparáveis sketchbooks.

Os diários gráficos dos artistas convidados Cláudio Gil, Fernanda Fonseca, Hannah23 e Yomar Augusto poderão ser apreciados nesta exposição, que terá também uma coleção de painéis com fotos ampliadas dos trabalhos e um vídeo, para que possam ser vistos os detalhes das obras que muitas vezes passam despercebidos a olho nu.

Por ser a primeira exposição do gênero no país, a mostra irá percorrer outros espaços culturais, para divulgar a cultura do sketchbook como método de trabalho e obra de arte que de fato é.

---------------------------------------------------------

A intimidade do processo criador

Transformar cadernos de artistas em objetos de exposição significa romper com a idéia de obra acabada para valorizar o processo de criação de cada um, cotidiano e incessante. A estratégia traz à luz a intimidade do fazer artístico, desvelando os muitos diálogos de cada artista consigo mesmo(a). Os detalhes crescem em importância. As anotações apressadas contam histórias de vida. Inspirações sem censura afloram na superfície das páginas. O sigilo dos diários pessoais é quebrado e o caráter pulsional da criação artística é revelado em sua nudez maior.

Cláudio Gil imprime dimensão contemporânea à milenar arte da caligrafia. As letras e palavras ultrapassam a dimensão lingüística para se tornarem potências estéticas, vetores visuais ativos, que flutuam num espaço tenso, de conquista visceral da liberdade de expressão. Jogando livremente com manchas de tinta, arabescos, traços esmerados e texturas, o artista cria tramas formais intrincadas, explosões subjetivas controladas pelo desejo concomitante de beleza plástica.

Fernanda Fonseca, que afirma trabalhar em seus cadernos todos os dias (e em vários ao mesmo tempo), arquiteta o que chama de “caixinha de lembranças”. Uma poética do universo feminino, desafiadora, está no cerne da sua arte. Suas mulheres, que atingem diretamente o observador, convidam a um diálogo com as forças pensantes do ser mulher, traduzidas em frases, olhares frontais ou poses reflexivas. O expressionismo gráfico desta artista gera imagens vibrantes, dinamizadas por contrastes de cores e uma gestualidade desenvolta.

Hannah23 expõe momentos de “catarse emocional”, frutos de um período de intensa atividade, que avalia como uma “espécie de terapia”. Seu trabalho pode ser visto numa dimensão freudiana, pois nele se torna evidente o combate subjetivo entre Eros (pulsão de vida, enraizada no desejo e no afeto) e Thanatos (pulsão de morte, a diluição da dor no vazio). O coração da artista está aqui super-exposto no seu sacrifício (sacro-ofício) de enfrentamento da realidade. Operando também com colagens e inserção de frases filhas da dor, a artista ampliflica a força simbólica de suas imagens.

Yomar Augusto opta pela multiplicidade simbólica das colagens, dinamizadas por manchas e borrões explosivos, que convivem com desenhos de traço sutil, próximos da abstração. Operando com fragmentos privilegiados e a potência dos espaços em branco, o artista nos mostra que as presenças das imagens também são feitas de ausências. Conjugando o impacto das manchas de tinta com a suavidade das aguadas, as pinceladas grossas com traços finos, o artista cria uma poética visual do precário, construindo suas imagens através do inacabado e da imprecisão. Yomar persegue a imagem não-clichê. Como quem combate a sociedade do espetáculo que nos oprime a todos com suas imagens vaziamente estetizadas.


Colocados em caixas de acrílico no espaço da exposição, os cadernos voltam a preservar sua intimidade. Intocáveis, tornam-se tesouros arqueológicos, que preservam o segredo das páginas não exibidas. Assim o público é estimulado a viajar pelos caminhos ilimitados da imaginação. Mas outras páginas, selecionadas, são reveladas através do vídeo, permitindo ao público penetrar novamente nas fontes de inspirações de cada artista desta coletiva. E as visões de conjunto dos cadernos os transformam em painéis, objetos ou mesmo esculturas, criando assim mais uma perspectiva para apreciação destes instigantes reservatórios de idéias.


Mário Margutti
Membro do Conselho Curador do Espaço FURNAS Cultural


# | ::email::

Mais caderno pardo

Até agora só trabalhado em preto, branco e vermelho (gosto do contraste destas cores com o alaranjado do papel). Não sei quanto tempo este limite auto-imposto vai durar.

Mais caderno pardo

Caderno pardo


# | ::email::

Cadernos antigos

Cadernos antigos

Todo fim de ano (ou de dois e dois anos) eu pegava os desenhos avulsos e mandava encadernar na papelaria mesmo. Esta semana andei forografando mais alguns deles.

Uma viagem no tempo, coisas que nem lembrava mais....


# | ::email::
7.23.2007

... e faltam poucos dias

Reservatório de Idéias

Reservatório de Idéias no Portal das Artes Rio Arte Cultura, na Zupi, no Estúdio Marimbondo e no Mapa das Artes.


# | ::email::

Empadão da Cráudia Lúcia - direto do meu inbox

Fizemos semana passada. Ficou ótimo! Só as fotos é que ficaram completamente fora de foco, portanto, hoje a receita vai sem imagem.

-------------------------------------
Nanda,
eu sou um verdadeiro terror culinário, porém meu caderninho de receitas é muito solicitado pelos amigos porque só tem receita fácil, é claro. Então, "seus pobrema se acabaram-se". Nada de forminhas e louça Everest! Aí vai uma receita que já faz parte do Top 10 Food Parade aqui em casa. Peguei no site do Shoptime logo depois que casei. Lançamento, né? Se você fizer, depois me conta se gostou.
Bjs,bjs.

Empadão de Queijo do Shoptime

Massa:
- 280g. farinha de trigo (mais ou menos 2 xícaras de chá)
-100g. manteiga gelada (equivalente a 2 colheres de sopa)
-2 colheres (sopa) de óleo
-1 pitada de sal.
Recheio:
- 400g. de queijos picados (eu compro 100g de cada: prato, minas, parmesão e muzzarela)
- 3 ovos
-150 ml. de leite (equivalente a 1 copo de geléia)
- 1 colher (chá) de fermento em pó.
- Sal, pimenta e páprica a gosto.

Colocar a farinha numa tigela e juntar a manteiga em pedaços. Acrescentar o óleo e o sal. Amassar bem com as mãos até ficar uma massa uniforme. Cobrir o fundo e as laterais da forma ou pirex com a massa.
Bater os ingredientes do recheio no liquidificador e despejar sobre a massa. Levar ao forno pré- aquecido por 40 minutos ou até dourar.


-------------------------------------


# | ::email::
7.20.2007
7.19.2007

Dança e música

Caderno pardo
(Pastel oleoso)

Get this widget | Share | Track details



# | ::email::
7.18.2007

Reservatório de Idéias

Aqui está o motivo pelo qual só tenho postado imagens feitas no Caderno de Tela e montado o de papel pardo (crise de abstinência?). Os outros cadernos (incluindo estes aí de cima, no template do blog) já foram enviados para a montagem da exposição que participarei no fim do mês junto com Cláudio Gil, Hannah 23 e Yomar Augusto.

O projeto foi selecionado entre cerca de 300 outros enviados de todo o Brasil.

Reservatório de Idéias
Conto com a presença de todos.


# | ::email::
7.17.2007

Sábado passado

Ginástica artística
(hidrográfica e lápis de cor)

Fomos ver a competição de ginástica artística feminina por equipe. O que essas musculosas mocinhas de um metro e meio fazem não é brincadeira....


# | ::email::
7.13.2007

Caderno Pardo (mais um da série "recicla, meu bem")

A estante sentindo falta dos cadernos (oh, yes, novidades em breve! Logo, logo conto por aqui) e a vontade que já vem de anos de montar um feito de papel pardo. A capa foi feita com caixa de cereal mesmo e um pouco de tinta acrílica. O tamanho ainda é pequeno, para poder carregá-lo por aí com facilidade.

A qualidade das fotos não está lá essas coisas, mas....

New Sketchbook - Pardo

E depois de uma noite secando a capa ficou pronta :

A capa pronta


# | ::email::

Illustration Friday - DISCOVERY

Illustration Friday - DISCOVERY
(Color pencil)


# | ::email::
7.9.2007



Nunca tive saco de fazer nada que tivesse "massa e recheio". Principalmente porque no final sempre sobra um Monte Everest de louça pra lavar (sem querer desencorajar ninguém). Mas desta vez me deu a louca e eu entrei numa de comprar forminhas de empada.

Eu cato a receita em outro canto e mudo tanto os ingredientes e as quantidades, que acaba virando outra coisa. Virou "2 queijos" porque o que tinha de parmesão em casa não dava para completar a receita original. E também mudei a massa, pois além de não resistir a jogar uma porcentagem de farinha integral, a massa estava muito farelenta e não virava "homogênea" nem com muito esforço. Só sei que deu certo.

Então, pela trabalheira que vai dar lavar aquele monte de forminhas, eu me nego a chamar isso aí de empadinha. É quiche, viram?

Mini-quiche "2 queijos"

Mini-quiche 2 queijosPara a massa:

- 2 xicaras de chá de farinha de trigo normal
- 1 xícara de chá de farinha de trigo integral
- 1 ovo
- 1 colher de sopa de óleo
- 1 colher de sopa de água
- sal à gosto


Para o recheio:

- 1 copo de leite
- 150 gramas de queijo parmesão e 1/4 de queijo minas pequeno
- 1 colher de sopa de manteiga
- 2 ovos
- Salsinha e cebolinha à gosto (coloquei bastante, tanto que ficou meio verde)

--------------------------

Preparo da massa:

Colocar os ingredientes da massa num recipiente e misturar com as mãos até a massa ficar homogênea.

--------------------------

Preparo do recheio:

Bater os ingredientes do recheio no liquidificador.

--------------------------

Forrar as forminhas (forma de empada tamanho médio - não é nem aquela forma tamanho "festinha" e nem a tamanho "mata-fome") com a massa e despejar o recheio até um pouco mais da metade.

Assar em forno baixo pré-aquecido por mais ou menos meia hora ou até dourar

Rende aproximadamente 24 unidades

--------------------------

E no fim, encare o Monte Everest :

Pia
(desenho à esferográfica)



# | ::email::
7.6.2007

Cat on my sketchbookO veterinário é em frente de casa. Já havia levado a Coru e o Aramis em abril e comentei com a secretária que em julho levaria mais uma.

Fim da primeira consulta com direito a cutucão da secretária na veterinária:

- Dá um desconto que essa moça aí tem vários gatos e vai voltar sempre.

Então ontem, conforme combinado : dia de veterinário para a Miucha. As vacinas todas, uma olhada geral. Ela está ótima, também pudera: entrou na dança com os remédios que foram passados para os outros dois em abril: vitamina e aquela pasta para evitar a formação de bolas de pêlo. A prevenção aqui é calculada logo para três.

Fora o fatos dos vizinhos e transeuntes acharem que eu estava miando rua afora (apesar de super boazinha, a Miucha mia muito e a bolsa de transporte - se não fosse a lateral telada - é facilmente confundida com uma bolsa de ir à academia), correu tudo bem. Sorte que a clínica é bem perto, então o passeio foi rápido.

Em outubro é a vez da Coru.

-------------------------------------------

Ilustra rápida a lápis de cor

-------------------------------------------

Eu tenho um tapete aqui em casa que, se bobear, de 2 em 2 dias, só com a quantidade de pêlo que junta dá para fazer um gato novo. Mas daí li dia desses lá na Clara essa dica para tirar pêlo de gato das roupas, dos tapetes: sandália havaiana. Uma sandália limpa, nova, evidentemente. Gruda tudo na borracha, uma maravilha!


# | ::email::
7.5.2007

Caderno de Tela em dois vídeos

Este é o caderno que mais tenho usado ultimamente (por motivos que explicarei em breve).

A gramatura baixa do papel (leia-se "papel vagabundo") faz com que, a cada página desenhada, o trabalho da página anterior ganhe manchas inesperadas. E é esta falta de controle sobre o resultado final e as imagens que conversam entre si que me fazem gostar bastante dele.

Parte 1


Parte 2


Ainda tem papel sobrando para um vídeo Parte 3. Quem sabe ?

---------------------------------------
(Trilha dos vídeos : Andy McKee)


# | ::email::
7.4.2007

Juntinhos

Juntinhos


# | ::email::
7.3.2007

Illustration Friday (com atraso) - TWIST

Illustration Friday - TWIST

E eis que vi este brinquedinho lá nas Fridas e não pude resistir. Então a ilustra hoje vai com trilha sonora:

Get this widget | Share | Track details


--------------------------------
O Haloscan está dando problema direto. Então, por hora, vou reativar aquele antigo guestbook aí no fim dos post.


# | ::email::
7.2.2007

Mais azuis

azuis2
Estes seguiram hoje pelo correio


# | ::email::
7.1.2007

Gosto de contrastes

CoresCores

CoresCores

UPDATE: Pra Adriana, que me escreveu perguntando a marca do sabonete líquido colorido. Várias. É só misturar meio a meio sabões de marcas e cores distintas. A diferença de densidade faz com que as cores fiquem assim separadas


# | ::email::

Miucha - 1 ano com a gente

Miu - 1 ano com a gente

Carinhosa, desinibida, a gata curiosa que sempre dá as boas-vindas às visitas da casa.


# | ::email::